domingo, 28 de dezembro de 2008

Pelo Porto...



Depois dos excessos de rabanadas e afins regressamos às caminhadas.
Apesar do frio e alguma chuva lá fomos de Matosinhos até à Ribeira. E em seguida uma caminhada Porto City Tour

Ainda temos muito para ver no Porto...Mais percursos para a longa...muito longa, lista de percursos a realizar…

Caminheiros participantes: Ti Manel e Augusta, Sr. Avelino, Carlota, Índia, Estilista e Vil…
Kms: 17
Data: 27deDezembro

Até à próxima!

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Boas Festas


Desejo aos PéLetras
Boas Festas e muitas caminhadas em 2009...
mas das fáceis, sem subidas íngremes e descidas acentuadas...e sem chuva para a Paula!

domingo, 14 de dezembro de 2008

Aqui ficam algumas imagens do memorável percurso (com alguma neve) por terras de São Pedro do Sul...


video

E como não há duas sem três...aguardo pela ida com o Saka e a Magu!

domingo, 23 de novembro de 2008

memórias de fafe - Ao longo das margens do rio Vizela

Boa noite, péletras!
Então, depois da caminhada de ontem, está tudo bem? Doem os pés ou a lingua de tanto tagarelar. À laura deve doer a cabeça...
Como não levei máquina fotográfica, só me resta a memória das imagens e das emoções. Por isso quero dizer que gostei do percurso. Gostei de arrastar e ouvir o xxxx dos pés por entre a folhagem; os caminhos murados de granito pincelado de musgo. Os fetos outonais a coroar as margens do rio de águas transparentes, por onde avistei algumas trutas(?). Troncos tortuosos que se entrelaçavam para dividir os campos. Adorei, quando num impulso, me deitei na erva e no musgo que atapetavam um campo, e era macio e húmido. Gostei de ver e ouvir a exclamação da minha companheira Augusta «-que galinhas felizes!... ». A liberdade é boa, torna-nos felizes...E aqui nestes montes, nestas aldeias, respira-se. Somos livres e rimos com risadas cristalinas.
Gostei e gostava de ver esta paisagem na Primavera ou no princípio do Outono, enquanto as cores se multiplicam numa imensa gama tonal.
Até à proxima caminhada.
bjos
Mavilde

Post da Vil

Aldeias das margens do Rio Vizela

Pariticpantes: Estilista, Marquês, Magu, Saka, Vil, Jane, Carlota, Sol.
Data: 22 de novembro de 2008
Distância: 15 km

Mais um percurso feito: o PR2 – Aldeias das Margens do Rio Vizela.
Ao longo de 15 km por caminhos antigos e tradicionais passamos pelas localidades de Lagoa, Pedraído, Felgueiras e Gontim.

Fabulosas manchas de carvalhal...

Obs. O grupo até se portou bem...apesar da ausência sentida da Índia!


video

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

PéLetras na Mocada?!...

Pelas Serranias de Fafe, Caminheiros,
caminhos e cantares, num sobe sobe sem parar,
paisagens de encantar, desfolhada ... e muita
MOCADA "no milho" ..., pipas a esvaziar...,
"do doce" e as meninas a cantar/dançar.

Estas são as pequeninas coisas, porque dizemos,
até à próxima .... PÉ LETRAS.

Post da Estilista

domingo, 19 de outubro de 2008

Caminho do morto que matou o vivo



Vale a pena ir à Pena!

Quase não se dá por ela no fundo do vale abrigada dos ventos pelos montes e escarpas. E se a paisagem impressiona o que dizer do caminho que liga a aldeia a Covas do Rio?! Curiosamente o tal em que " o Morto matou o Vivo"... depois de uma centena de metros rapidamente se compreende a razão desta lenda.


A não perder!

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Contributo para identificação das origens





Péletras são um grupo informal cujas origens remontam... vejamos..., segundo recentes escavações algures no território de Paredes de Coura foi descoberto um papiro que assinala a presença do grupo. Com o auxílio de Carbono 14 foi possível estabelecer que o mesmo existiria há aproximadamente... digamos... uns 0007 mesitos! Trata-se de um agrupamento de pessoas sem Rei nem Roque, que se entretém a calcorrear caminhos de montanha e não só. Pinturas rupestres encontradas em diversos locais, identificam-no como um grupo bastante alegre e barulhento, de tal modo que nos trilhos que percorrem é raro notar-se a presença de qualquer animal selvagem. (texto retirado do National Geographic, edição de 2008 a.C.).


Post do Saka



quarta-feira, 8 de outubro de 2008