domingo, 27 de maio de 2012

Serra da Peneda: Pelos Penedos de Castro Laboreiro


Participantes: Carlota, Índia, Jane, Madu.
Data: 26 de maio de 2012
Distância: 14 kms
Dificuldade: média baixa


Início e final em Castro Laboreiro.
O início deste trilho coincide com o PR3 Trilho Castrejo, mas é apenas percorrido o 1º km(+-), depois o Castrejo segue pela esquerda e este segue em frente. Mais à frente e depois de passar a 1ª represa entramos  e pouco depois saímos, na GR Trilho Transparque.
Este trilho não está marcado, à excepção dos troços que passam pelos trilhos que já mencionei, de quando em vez lá aparece um corta mato, mas na sua generalidade anda por caminhos de montanha e é claro passa também pela subida e descida de alguns penedos(é aqui que reside a "dificuldade" deste trilho), dos quais que destaco o Pico ou alto da Franqueira, tanto pela paisagem que daí podemos observar, como pela sua imponência.
Para finalizar destaco os seguintes pontos de interesse:
 - Bosques 1 e 2, o primeiro fica junto à represa 2 e é muito agradável para descansar, molhar os pés ou fugir do calor. O segundo bosque com pinheiros negros(penso eu!) e algumas bétulas fica situado antes do Alto da Franqueira e é também um local aprazível para um descanso e também para a vista.
- Ponte romana ou românica(?), que se situa depois da área de lazer e já na parte final do trilho.

Percurso realizado: Castro Laboreiro - Cramadoira - Represa - Penedos grandes -Represa - Bosque - Alto da Franqueira - Vido - Porto dos Carros - Cramadoira - Castro Laboreiro


Carta Militar: 1/25 000; Folha 4
Texto da Jane







domingo, 20 de maio de 2012

PR3 Penha - Guimarães: mapas

Altimetria: PR3 Penha

Mapa: Rota da Penha
Altimetria: Guimarães
Mapa: Guimarães

Guimarães: PR3 Rota da Penha


Participantes: Magu, Vil, Carlota, Jane, Índia, Estilista, Saka, Marquês.
Data: 19 de maio de 2012
Distância: 9 + 7 kms
Dificuldade: fácil

Percurso realizado: S. Gualter - Penha - Largo da Oliveira + Padrão do Salado - Igreja de Nossa Senhora da Oliveira - rua de Santa Maria - Paço dos Duques - Capela de S. Miguel - Castelo - Largo do Toural


Há algum tempo que tínhamos programado ir a Guimarães - Capital Europeia da Cultura 2012... e como habitualmente não podia faltar uma caminhada!
Iniciamos o dia com o percurso para a Penha: uma subidinha razoável para aquecer... A guia Jane levou-nos por entre o verde e os penedos da Penha...
Depois de retemperar as energias regressamos à cidade!
(A Magu e a Estilista resolveram experimentar as sensações vertiginosas do teleférico).
A guia Índia passou a indicar o caminho e levou-nos aos locais mais emblemáticos de Guimarães. E não esqueceu a gastronomia: as famosas tortas de Guimarães (são uma especialidade que arrecadou vários prémios de doçaria conventual) ...
No largo do Toural assistimos ao ensaio geral do "Desfile Nacional do Traje Popular".
Foi um dia muito bem passado: uma palavra muito especial às duas simpáticas guias...obrigada e podem marcar outra atividade!






domingo, 13 de maio de 2012

Serra do Gerês: Fafião - Lagoas do Marinho - Porto da Laje


Participantes: Viajante, Vil, Jane, Índia, Carlota
Data: 12 de maio de 2012
Distância: 29 kms
Dificuldade: elevada

Início e final em Fafião.
Os primeiros 3 Km são feitos por estradão e correspondem ao início do trilho da Vezeira.
Em seguida deixamos o da Vezeira e subimos por um trilho que nos leva ao Fojo de Pincães (?) e posteriormente ao estradão que vem de Xertelo e daqui até às Lagoas do Marinho é um saltinho. Esta parte do trilho tem algumas mariolas que nos vão guiando, mas é feito literalmente no meio de pedras, tojo e quase sempre a subir com algumas descidas à mistura. Esta é a que eu considero a parte mais dura e se juntarmos uns 30º de temperatura, então é de "derreter". A paisagem à nossa esquerda é fenomenal, destaco as Sombrosas, a Rocalva, o rio Fafião, as Corgas( de baixo para cima)de Salgueirinho, Valongo e Mão do Cavalo.
Das Lagoas de Marinho (são duas e não são piscinas naturais, a não ser que se queira ficar atolado em lodo, pertencem às centenas de rãs que fazem daquele local o seu habitat), até ao Porto da Lage é sempre a descer por um estradão. Agora numa cota muito mais baixa, a paisegem de montanha envolve-nos em todos os 360º, mais palavras para quê?
Depois da Albufeira do Porto da Lage, entramos novamente no trilho da Vezeira, que contorna duas encostas, em algumas zonas torna-se um pouco escarpado e nos últimos 3 km entramos novamente no estradão que nos conduzirá a Fafião.

Percurso realizado: Fafião - Fojo de Pincães - Lagoas do Marinho - Porto da Laje
 Texto da Jane










Serra do Gerês: Fafião - Lagoas do Marinho - Porto da Laje (mapas)

Altimetria cedida pela Jane

Mapa cedido pela Jane

terça-feira, 8 de maio de 2012

                                          cinco PéLetras em Fuste...
                                          6+1» PéLetras a caminho de Rio de Frades
                                          a ''malhor'' para mim...
                                         a mais exótica » ''bailando na mina''

05-05-2012 osPéLetras no Rota do Ouro Negro-Fuste»RiodeFrades»Fuste-Arouca

video
           
                                          Para inicio da Primavera este percurso foi uma escolha excelente.
                                          Parabéns à organizadora ''CARLOTA JOAQUINA''
                                          e a Todos osPéLetras. «MONTES DE PRIMAVERA»
                                          PS: no filme por lapso coloquei (04-05-2012), a data certa é
                                          o mês corrente 05-05-2012.
                                           O Marquês é assim!...



domingo, 6 de maio de 2012

Xurés - Bouzagrado+Alto do Monte Quinxo

Desta vez rumamos a terras galegas na serra do Xurés. Este trilho é o que eu posso chamar de "trilho à descoberta", pois foi idealizado no Google Earth e depois concretizado no terreno. Não correu nada mal, tivemos que fazer alguns corta-mato, principalmente na subida e descida para o Monte Quinxo, mas na generalidade andamos por caminhos  de pastores e até um ou outro estradão. As subidas e descidas constantes deste trilho não são complicadas, para quem está habituado a estas andanças, a preocupação principal teve que ver com os apoios, pois apanhamos mta pedra no meio da urze.
Relativamente à paisagem, esta é fabulosa (apesar de alguma neblina a ter perturbado), nos primeiros kms, coincidentes com a sudida, podemos visualizar o Penedo de Anamão, o rio Laboreiro, da outra margem e já em território luso a aldeia de Ribeiro de Baixo e mais acima a fraga das pastorinnhas. No alto do Monte Quinxo podemos ter uma vizualização de 360º, com destaque para o rio Lima e consequente Albufeira.
Para completar este  quadro, tivemos por companhia o "Drago",  um cão muito smpático e de personalidade singular, que decidiu percorrer connosco todo o trilho. No final e já de volta à aldeia de Bouza Drago (daí o nome do cão), procuramos o dono deste bichano, pois preparava-se para nos seguir até casa. Pelos vistos já é costume  este tipo de comportamento, por vezes o dono tem que o resgatar na aldeia vizinha!!!!!
Trilho percorrido: Aldeia de Bozadrago; aldeia de Pereira; Coto Medelo; Castelo da Pica e Alto do Monte Quinxo

Participantes: Jane, João e Drago
Data: 5 de Maio de 2012
Distância: 17 Km
Dificuldade: Moderada

Xurés - Bouzagrado+Alto do Monte Quinxo:Mapas

Mapa cedido pelo João



Mapa cedido pelo João